quarta-feira, setembro 20, 2017

O Livro das Viagens de Comboio

O Livro das Viagens de Comboio é uma apresentação que lhe mostra as mais belas viagens de comboio do mundo.
Não perca esta oportunidade de viajar sem ter que sair de casa.
Viaje no Expresso do Oriente, no Transiberiano, no Transcantábrico, no Patagónia Express ou no Shangri-La Express, etc.
Verá que vale bem a pena.

terça-feira, setembro 19, 2017

Meu Moçambique

Neves de Sousa
Minha África suburbana.
Eu sei-me Moçambique,
cisterna no pecúlio dos deuses.
Um Zambeze inteiro escala a língua
escorre-me pelas pernas
ramifica nos canhoneiros,
laça os peixes inquietos nas sementes
engolfa-se nos mpipis bêbados nas timbilas.
Eu sei-me Moçambique,
no cume das árvores, na sede incontinente
da minha falange, do Rovuma ao Incomati,
no xigubo terrestre dos pés descalços
e em todos os tambores que surdem
das mãos coloridas nos braços em chaga.
Tânia Tomé

segunda-feira, setembro 18, 2017

O amor é mais falado do que vivido

 Zygmunt Bauman
Em português do Brasil, proponho-lhe que leia o texto abaixo: "O amor é mais falado do que vivido".

"O sociólogo polonês Zygmunt Bauman declara que vivemos em um tempo que escorre pelas mãos, um tempo líquido em que nada é para persistir. Não há nada tão intenso que consiga permanecer e se tornar verdadeiramente necessário. Tudo é transitório. Não há a observação pausada daquilo que experimentamos, é preciso fotografar, filmar, comentar, curtir, mostrar, comprar e comparar. O desejo habita a ansiedade e se perde no consumismo imediato. A sociedade está marcada pela ansiedade, reina uma inabilidade de experimentar profundamente o que nos chega, o que importa é poder descrever aos demais o que se está fazendo.

Em tempos de Facebook e Twitter não há desagrados, se não gosto de uma declaração ou um pensamento, deleto, desconecto, bloqueio. Perde-se a profundidade das relações; perde-se a conversa que possibilita a harmonia e também o destoar. Nas relações virtuais não existem discussões que terminem em abraços vivos, as discussões são mudas, distantes. As relações começam ou terminam sem contato algum. Analisamos o outro por suas fotos e frases de efeito. Não existe a troca vivida.

Ao mesmo tempo em que experimentamos um isolamento protetor, vivenciamos uma absoluta exposição. Não há o privado, tudo é desvendado: o que se come, o que se compra; o que nos atormenta e o que nos alegra.

O amor é mais falado do que vivido. Vivemos um tempo de secreta angústia. Filosoficamente a angústia é o sentimento do nada. O corpo se inquieta e a alma sufoca. Há uma vertigem permeando as relações, tudo se torna vacilante, tudo pode ser deletado: o amor e os amigos".

"Estamos todos numa solidão e numa multidão ao mesmo tempo". Zygmunt Bauman

domingo, setembro 17, 2017

Conceição

Oiça o cantor português, Rui Veloso, considerado o pai do rock português, em Conceição, do álbum Mingos e Samurais (1990).

Ela não entra no café sozinha
Tem um bloqueio um modo de ser
Ela tem um receio do que possam dizer
Que alguém lhe passou quando era menina
E como coisas boas nunca ninguém ensina
Ela cora por tudo e por nada

Conceição

Olhos nos olhos olhos no chão
Qualquer coisa a embaraça
Essa conceição
Não sei que lhe faça
E é uma pena que aquele corpo
É todo lume lenha de arder
Mesmo a pedir mão de mexer ...
O amor enviou-me, sou seu missionário
Vim mudar a tua sina
Arejar o teu coração
Guardado em naftalina

Conceição
Compositor:Carlos Tê / Rui Veloso

sábado, setembro 16, 2017

Lisboa no tempo dos romanos

Há muitos séculos atrás, Lisboa era conhecida por Olisipo e dominada pelos romanos.
Descubra como era esta fantástica cidade, graças a imagens 3D, para isso, basta clicar aqui ou ver o trailer "Fundeadouro Romano em Olisipo".

sexta-feira, setembro 15, 2017

Os transportes do futuro

Tecnologias inovadoras estão a moldar o futuro dos transportes e da mobilidade urbana.
Confira, em baixo,  como vão ser os transportes do futuro e o impacto que os mesmos vão ter nas cidades.

quinta-feira, setembro 14, 2017

Visitando a Coreia do Norte

A Coreia do Norte, oficialmente República Popular Democrática da Coreia, é um país do Leste Asiático que ocupa a metade norte da Península da Coreia.
A Zona Desmilitarizada da Coreia serve como uma área de divisão entre a Coreia do Sul e a Coreia do Norte. O Rio Amnok e o Rio Tumen formam a fronteira entre a Coreia do Norte e a República Popular da China, enquanto uma seção do Rio Tumen no extremo nordeste é fronteira com a Rússia.
A península foi governada pelo Império Coreano até ser anexada pelo Japão, após a Guerra Russo-Japonesa de 1905.
Com a derrota japonesa na Segunda Guerra Mundial, em 1945, a Coreia foi ocupada pelos E.U.A. e pela U.R.S.S., e dividida em dois países distintos. A Coreia do Norte recusou-se a participar da eleição supervisionada pelas Nações Unidas, feita em 1948, que levava à criação de dois governos coreanos separados para as duas zonas de ocupação. Quer a Coreia do Norte quer a do Sul reivindicavam soberania sobre a península inteira, o que levou-os à Guerra da Coreia em 1950.
Um armistício assinado em 1953 suspendeu o conflito, não tendo sido assinado nenhum tratado de paz; este armistício sobreviveu até 2013, quando o mesmo foi suspenso pela Coreia do Norte como parte da propaganda de guerra decorrente de seu 3º teste nuclear, que ocorreu naquele ano, deste modo, ambas as Coreias estão atualmente em guerra. Ambos os Estados foram aceites nas Nações Unidas em 1991.
Numa altura em que se fala muito deste país proponho-lhe que visite e conheça melhor a Coreia do Norte através da apresentação que se segue.
Um pequeno grupo de cidadãos franceses de Lyon conseguiu autorização para visitar a Coreia do Norte em abril de 2017. Ficaram principalmente em Pyongyang, a capital, que tem cerca de uns 3 milhões de habitantes.
Conheça então a realidade deste país asiático. Não perca esta oportunidade porque vale bem  a pena.

quarta-feira, setembro 13, 2017

A Memória ...

A memória é o perfume da alma.
George Sand

A memória é a sentinela do cérebro.
William Shakespeare

A memória é a consciência inserida no tempo.
Fernando Pessoa

A memória do coração elimina as coisas más e amplia as coisas boas, e graças a esse artifício conseguimos suportar o peso do passado.
Gabriel Garcia Marquez

O efeito da memória é levar-nos aos ausentes, para que estejamos com eles, e trazê-los a eles a nós, para que estejam connosco.
Padre António Vieira

A memória é uma armadilha, pura e simples, que altera, e subtilmente reorganiza o passado, por forma a encaixar-se no presente.
Mario Vargas Llosa

Ah, memória, inimiga mortal do meu repouso!
Miguel de Cervantes

terça-feira, setembro 12, 2017

Port Wine

O Douro é um rio de vinho
que tem a foz em Liverpool e em Londres
e em Nova-York e no Rio e em Buenos Aires:
quando chega ao mar vai nos navios,
cria seus lodos em garrafeiras velhas,
desemboca nos clubes e nos bars.

O Douro é um rio de barcos
onde remam os barqueiros suas desgraças,
primeiro se afundam em terra as suas vidas
que no rio se afundam as barcaças.

Nas sobremesas finas, as garrafas
assemelham cristais cheios de rubis,
em Cape-Town, em Sidney, em Paris,
tem um sabor generoso e fino
o sangue que dos cais exportamos em barris.
As margens do Douro são penedos
fecundados de sangue e amarguras
onde cava o meu povo as vinhas
como quem abre as próprias sepulturas:
nos entrepostos dos cais, em armazéns,
comerciantes trocam por esterlinos
o vinho que é o sangue dos seus corpos,
moeda pobre que são os seus destinos.

Em Londres os lords e em Paris os snobs,
no Cabo e no Rio os fazendeiros ricos
acham no Porto um sabor divino,
mas a nós só nos sabe, só nos sabe,
à tristeza infinita de um destino.

O rio Douro é um rio de sangue,
por onde o sangue do meu povo corre.
Meu povo, liberta-te, liberta-te!,
Liberta-te, meu povo! – ou morre.

Joaquim Namorado - Antologia Poética

Não perca o poema dito por Mário Viegas:


segunda-feira, setembro 11, 2017

Douro: Património Mundial

Estamos em setembro. Daqui a pouco vem o outono e estamos na época das vindimas. Assim, proponho-lhe que assista ao vídeo que conta o Douro: Património Mundial.

A série documental "Património Mundial" reúne 14 filmes sobre edifícios e paisagens portugueses classificados pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade.

Das vinhas da Ilha do Pico, nos Açores, ao Mosteiro da Batalha, passando, claro, pelos Jerónimos e pelo centro histórico de Guimarães, esta série cobre parte do que de melhor existe em Portugal em património histórico construído e em paisagem natural.

Venha daí! Para uma viagem ao Douro Património da Humanidade. Imperdível!

domingo, setembro 10, 2017

Eu Sou Água - A Máquina de Água

A Floresta Amazónica tem aproximadamente 300 biliões de árvores que retiram água dos lençóis freáticos e colocam na atmosfera uma média de 500 litros todos os dias. Uma verdadeira fábrica de chuvas responsável por irrigar a área mais produtiva da América do Sul.
Aprecie em baixo, o filme título deste post, realizado para a google pelo cieneasta brasileiro Fernando Meirelles.

sábado, setembro 09, 2017

As Ilhas Turcas e Caicos

 As Ilhas Turcas e Caicos são um território ultramarino dependente do Reino Unido, e compostas por dois grupos de ilhas tropicais do arquipélago Lucaiano: as ilhas Caicos (maiores) e as ilhas Turcas (menores).
Localizam-se ao norte da ilha Hispaniola (onde se encontram o Haiti e a República Dominicana), no Mar das Caraíbas, ficando a sudoeste de Mayaguana, nas Bahamas.
Estas ilhas são conhecidas principalmente pelo turismo e como paraísos fiscais.
A população total é de cerca de 31 500 habitantes, 27 000 dos quais vivem em Providenciales, nas ilhas Caicos.
O nome "Ilhas Turcas" deve-se à abundância natural, no arquipélago, de uma certa espécie de cacto cuja forma recorda um fez turco. O nome "Caicos" refere-se aos "baixios ou recifes grandes que chegam às vezes a formar ilhotas".
Cockburn Town, a capital desde 1766, situa-se na Grande Turca, a cerca de 1 042 km a és-sudeste de Miami, nos Estados Unidos. As ilhas têm um total de 430 km². São geograficamente contíguas às Baamas, mas politicamente separadas destas.
O primeiro avistamento das ilhas hoje conhecidas como Turcas e Caicos ocorreu em 1512. Nos séculos seguintes, as ilhas foram reivindicadas por diversas potências europeias, tendo o Império Britânico acabado por controlá-las e permaneceram um território ultramarino britânico autónomo separado até hoje.
Em agosto de 2009, o Reino Unido suspendeu a autonomia das Ilhas Turcas e Caicos no seguimento de alegações de corrupção ministerial. A autonomia foi restaurada após as eleições gerais de 2012.

sexta-feira, setembro 08, 2017

O Furacão Irma

Segundo a Nasa, o furacão Irma é o maior da última década.

Na categoria cinco há mais de 33 horas, o Irma é o furacão nesta intensidade máxima de mais longa duração já registado no mundo até hoje pelos serviços meteorológicos - anunciou também a agência Météo France nesta quinta -feira.
Alguns países das Caraíbas e as pessoas que vivem nalgumas regiões da costa leste dos Estados Unidos aguardam ainda a passagem do furacão Irma que tem causado uma enorme devastação e um número de mortos ainda não totalmente conhecido.


Ao sobrevoar o Oceano Atlântico, um avião deparou-se com a força do furacão Irma. No vídeo, publicado pelo Centro de Operações de Aeronaves NOAA dos Estados Unidos, vê-se como o furacão afecta a estabilidade da aeronave e como o cenário é assustador lá fora.
Preste atenção a este vídeo, clicando aqui. Vale bem a pena.
E agora veja o vídeo baixo em que um morador filma a chegada das ondas e de muito vento a Cane Garden, nas British Virgin Islands.

quinta-feira, setembro 07, 2017

O Bailado dos Papagaios ou Pipas

O homem dos três "papagaios"  é um canadiano de 80 anos. Vêmo-lo aqui a participar num encontro anual da Kite Festival Internacional no Estado de Washington.
Ele maneja o voo de dois "papagaios" com as duas mãos enquanto o terceiro está ligado à sua cintura. Vejam até ao fim e admirem a aterragem incrível da última peça.
Como este homem é surdo, enquanto ele controla o "voo" os espectadores podem ficar quietos porque não houve os aplausos.
Assista ao vídeo abaixo e, certifique-se de que o som está ligado, porque a música é excelente e reflecte bem a movimentação dos "papagaios".
Fique, então com, "Romancing The Wind" com  Ray Bethell.
Não deixe de ver, pois vale bem a pena!

quarta-feira, setembro 06, 2017

O que fazer em caso de sismo?

 Um sismo de magnitude 3.2 na escala de Richter, com epicentro a 20 quilómetros de Peniche, foi registado na segunda-feira (4/9/17) pelas 18:58. 
A propósito desta notícia, é importante saber-se o que fazer para se estar seguro, sem entrar em pânico. Mas, como mais vale prevenir do que remediar é importante saber-se o que fazer antes e depois de acontecer este fenómeno geológico.
Um sismo, também chamado de abalo sísmico, tremor de terra, ou terramoto, é o resultado de uma súbita libertação de energia na crosta do planeta Terra, geralmente devido ao choque entre placas tectónicas, o que dá origem a ondas sísmicas. 
Os terramotos são medidos através de aparelhos chamados sismógrafos. 
As escalas utilizadas na medição dos sismos são as de Mercalli e de Richter. 
Os sismos abaixo da magnitude 3 são na sua maioria quase imperceptíveis ou fracos demais, enquanto que os de magnitude 7 ou mais, podem potencialmente causar sérios danos em áreas maiores, dependendo da sua profundidade. 
Um dos maiores terramotos e o mais recente foi o sismo, seguido de tsunami, de Tohoku de 2011, tendo atingido a magnitude 9, tendo sido o maior terramoto que atingiu o Japão desde que os registos começaram a serem feitos. 
Se quiser ficar a saber, então, como proceder em caso de sismo basta clicar aqui ou aqui.

terça-feira, setembro 05, 2017

Kashgar

Kashgar é uma cidade-oásis situada na parte ocidental da Região Autónoma Uigur de Xinjiang, na República Popular da China. Kashgar tem uma área de 162 000 km² e uma população de cerca de 3,5 milhões de habitantes.
Situada a oeste do deserto de Taklamakan, no sopé das montanhas Tian Shan, a cidade está a uma altitude de 1290 m.
Kashgar situa-se no cruzamento entre as rotas que provêm do vale do Amu Daria, de Khokand e Samarcanda, Almaty, Aksu e Kotan, o que a converteu num importante centro político e comercial quase desde a sua fundação.
A cerca de 200 km a oeste da actual cidade, mesmo na fronteira com o Quirguistão, passava a antiga Rota da Seda. A auto-estrada do Karakorum une Islamabad, a capital do Paquistão, com Kashgar, atravessando o passo Khunjerab.
Kashgar tem uma importante comunidade muçulmana devido à destacada presença de uigures.
Se visitar a cidade de Kashgar, tem a chance de viajar no tempo mais de um século.
 Kashgar é uma cidade que simboliza a vida durante os tempos das caravanas da Rota da Seda.  Andar pelas ruelas de tijolos de lama da Cidade Velha é uma aventura emocionante (mesmo que uma boa parte da Cidade Velha esteja a ser destruída ) e a área em torno de Kashgar tem também muito a oferecer. É possível viajar de camelo no deserto de Taklamakan um dia e em seguida viajar pela estrada de Karakorum até à passagem em altitude entre a China e o Paquistão.
No passado  Kashgar foi um importante centro para os comerciantes da Rota da Seda. Hoje a cidade oferece ao viajante a possibilidade de conhecer ótimas paisagens - acesso tanto às montanhas como ao deserto - além de muitos lugares interessantes para ver.
Caminhe pelos becos da Cidade Velha, visite o Mausoléu Apak Khoja para ouvir a fascinante história da Concubina Perfumada, visite o famoso mercado dominical  (onde acorrem numerosos agricultores da zona).e, claro, faça um passeio pela Mesquita Id Kah, a maior mesquita de toda a China.
Pode aventurar-se fora dos limites da cidade, e aí puderá visitar a antiga cidade de pedra perto de Tashkorgan, o recém-descoberto Shipton Arch e a cidade de Yengisar - lar das famosas facas Uyghur.
Se não pode ir até lá veja os dois vídeos abaixo. Aqui vai o primeiro.
E agora o segundo.

segunda-feira, setembro 04, 2017

A Seringa


A invenção da seringa foi um grande avanço na medicina.
Em 1899, Letitia Geer inventou uma seringa médica que podia ser utilizada apenas com uma das mãos o que deu origem à maioria das seringas médicas mopdernas.

domingo, setembro 03, 2017

A Edelweiss ou Flor do Amor

 Já ouviu falar na edelweiss? Quer saber um pouco mais sobre a história desta flor?
Trata-se de uma pequena planta cercada de pétalas brancas, com o centro amarelado e brácteas que lembram uma estrela.
Além de ser uma flor encantadora, a edelweiss possui algumas particularidades interessantes.
A edelweiss é uma planta nativa da Europa, sendo conhecida também como pé-de-leão. Outra particularidade é que a edelweiss (Leontopodium alpinum) é da mesma família das margaridas.
Esta planta é nativa dos Alpes e outras montanhas europeias, florescendo entre julho e setembro em alguns locais da Suíça, Áustria, França e Itália, em altitudes que vão de 1.800 a 3.000 metros.
A coloração da edelweiss é que deu origem ao seu nome, que é uma junção de duas palavras alemãs. Edel pode ser traduzido como nobre, enquanto weiss significa branco - ou seja, branco nobre ou branco precioso.
O formato em estrela e os pelos brancos fizeram da flor de edelweiss um dos maiores símbolos suíços e austríacos, de tal maneira que é considerada a flor nacional destes dois países.
Entre tantas lendas sobre a edelweiss, uma delas diz que a flor nasceu nos Alpes por causa das lágrimas de uma virgem desconsolada pela perda de seu amor.
Esta história fez com que a planta se tornasse símbolo do amor eterno e sinónimo de pureza, romantismo e demonstração amorosa.
A beleza da flor da edelweiss faz dela uma das preferidas dos jardins e centros de jardinagem europeus, figurando como planta ornamental em locais com mais de 1.500 metros de altitude, onde a sua sobrevivência se torna possível.
Além disso, é utilizada também para fins cosméticos (para bloqueadores solares e cremes antienvelhecimento) e na indústria alimentícia (ingrediente de licores, cervejas, chás, queijos e chocolates).
Assista agora, a uma cena do filme Música no Coração, que celebrizou esta bela flor.

sábado, setembro 02, 2017

Conta e Tempo

Leia a obra prima do trocadilho (em baixo), escrito no século XVII por António Fonseca Soares (Ou Frei António das Chagas).

Deus pede estrita conta de meu tempo.
E eu vou, do meu tempo, dar-lhe conta.
Mas, como dar, sem tempo, tanta conta,
Eu, que gastei, sem conta, tanto tempo?

Para dar minha conta feita a tempo,
O tempo me foi dado, e não fiz conta.
Não quis, sobrando tempo, fazer conta.
Hoje, quero fazer conta, e não há tempo.

Oh, vós, que tendes tempo sem ter conta,
Não gasteis vosso tempo em passatempo.
Cuidai, enquanto é tempo, em fazer conta!

Pois, aqueles que, sem conta, gastam tempo,
Quando o tempo chegar, de prestar conta
Chorarão, como eu, o não ter tempo...

sexta-feira, setembro 01, 2017

Por Acaso





Oiça o cantor português Luiz Caracol em Por Acaso. 
"Por aAcaso" é o tema de estreia de "Metade e meia", nome do segundo álbum do Luiz Caracol.

quinta-feira, agosto 31, 2017

Os Coletes à Prova de Balas e a Fibra Kevlar


A química Stephanie Kwolek inventou a fibra Kevlar, que por ser extremamente resistente, sendo por isso, usada para produzir coletes à prova de balas. A invenção de Kwolek é cinco vezes mais forte que o aço, e também tem cerca de 200 outros usos.

terça-feira, agosto 29, 2017

Os Painéis Solares


A ideia de converter a energia da luz do Sol em energia elétrica surgiu entre a parceria da física Dra. Maria Telkes e da arquiteta Eleanor Raymond
Elas construíram a primeira casa totalmente aquecida por energia solar em 1947.

terça-feira, agosto 22, 2017

O Circuito Fechado de Televisão “CCTV”

Visando ajudar as pessoas a garantir a sua própria segurança, Marie Van Brittan Brown patenteou, em 1969, o circuito fechado de televisão, pois a polícia era lenta a responder aos pedidos de ajuda em Nova Iorque.
A sua invenção está na base dos modernos sistemas de CCTV, usados atualmente para a segurança em casa e no trabalho pela polícia.

terça-feira, agosto 15, 2017

A Tecnologia das Telecomunicações

A física teórica Dra Shirley Jackson foi a primeira mulher negra a receber um Ph.D. do MIT, em 1973.
Enquanto trabalhava na Bell Laboratories, realizou uma pesquisa científica que permitiu a outros inventar o fax portátil, o telefone de toque, os cabos de fibra óptica, e a tecnologia que está por trás do identificador de chamadas e das chamadas em espera.

terça-feira, agosto 08, 2017

O Software de Computador

A Dra. Grace Murray Hopper, almirante da Marinha dos EUA, foi também uma cientista de computação que inventou a linguagem de programação Flow-Matic, hoje extinta, linguagem que serviu como base para a criação do COBOL, o primeiro programa de computador de negócios amigável, ou seja, "user-friendly".
Foi também ela a primeira pessoa a usar a expressão "bug" para designar uma falha num sistema de computador.

terça-feira, agosto 01, 2017

O Frigorífico Elétrico

Imagina as suas férias e a sua vida sem um frigorífico? Imagina o que seria a sua bebida favorita sem estar gelada, nesta época de Verão?
Florence Parpart, em 1914, foi a responsável pela criação do primeiro frigorífico elétrico.
Em 1900, Parpart, mulher dinâmica, também recebeu uma patente pela invenção de uma máquina de limpeza de ruas muito eficiente, que ela comercializava e vendia pelas cidades dos E.U.A.

No início do século XX Parpart apresentou ao mundo o primeiro frigorífico elétrico, tornando instantaneamente obsoletas as caixas de gelo de então.
Florence foi também uma grande empreendedora, capaz de popularizar seu invento por todo o mundo.
Boas Férias....

segunda-feira, julho 31, 2017

A Cerveja


A cerveja é uma bebida produzida a partir da fermentação de cereais, principalmente a cevada maltada. Acredita-se que tenha sido uma das primeiras bebidas alcoólicas que foram criadas pelo ser humano.
Atualmente, é a terceira bebida mais popular do mundo (e a bebida alcoólica mais consumida), logo depois da água e do chá.

A historiadora de cervejas, Jane Peyton, afirma que as antigas mulheres da Mesopotâmia foram as primeiras a desenvolver, vender e até mesmo beber cerveja. Embora possa ser difícil de definir exatamente quem, há milhares de anos, "inventou" a cerveja que conhecemos e de que gostamos hoje, é seguro afirmar que as mulheres antigas, em todo o mundo, contribuíram imenso para que apreciemos esta bebida.
Então, da próxima vez que levantar um copo, faça um brinde a Ninkasi, a deusa suméria da cerveja!


À esquerda: uma placa suméria de 3000 a.C. que regista a atribuição de porções de cerveja a trabalhadores sumérios. À direita: uma placa com o "Hino a Ninkasi"

domingo, julho 30, 2017

A Máquina de Fazer Sorvetes

Nancy Johnson inventou a máquina de fazer sorvetes em 1843, patenteando um design que ainda hoje é usado, mesmo após a invenção das máquinas elétricas
Durante a maior parte do século XIX, o sorvete era um deleite raro e apreciado principalmente por pessoas da classe alta.
Isto começou a mudar há 172 anos, quando Nancy M. Johnson , uma americana de Filadélfia, patenteou a primeira máquina de fazer gelados e sorvetes a manivela.

sábado, julho 29, 2017

O Sorvete ou Gelado

Está calor, estamos no Verão e apetece sempre um gelado ou um sorvete.
O Sorvete ou Gelado é uma sobremesa gelada à base de lacticínios, como leite ou nata, aos quais se adicionam frutas ou outros ingredientes e sabores.
Em alguns casos, são acrescentados corantes ou aromatizantes como complemento ou em substituição dos ingredientes naturais.
Os produtos alimentares gelados que tenham por base uma emulsão de gorduras lácteas são normalmente designados por "sorvetes" no Brasil, enquanto que em Portugal se usa o termo "gelado".
Em Portugal, sorvete designa um tipo específico de gelado alimentar confeccionado a partir de puré de frutas e xarope de açúcar, ao qual não são acrescentadas quaisquer gorduras lácteas.
No Brasil, o mesmo tipo de produto é designado por sorbet. O termo é igualmente usado em vários países para distinguir produtos gelados de fruta sem leite ou ovos, como o francês sorbet ou o italiano sorbetto.
Um picolé (Brasil) é uma variedade de sorvete que consiste num bloco de sumo de fruta solidificado, geralmente na forma retangular ou cilíndrica, possuindo um palito que o atravessa verticalmente.


As mais antigas referências sobre a origem dos sorvetes referem que a sua invenção se deve aos persas. Sabe-se também que o imperador romano Nero (37-68),  teria mandado trazer neve e gelo das montanhas para os misturar com frutas e que o imperador chinês King Tang (618-697), também tinha um método de combinar leite com água do rio.
Quando em 1533, Catarina de Médicis casa com o Duque de Orleães (Henrique II de França), levou com ela alguns Chefes italianos que levaram para França receitas para confecionar gelados e sorvetes.
Reza a lenda que 100 anos mais tarde Carlos I de Inglaterra ficou muito impressionado pela "neve gelada" que lhe ofereceram. Contudo, as primeiras receitas de gelados apareceram em Inglaterra no século XVIII e, foram publicadas  pela primeira vez em Londres (1718) em Mrs. Mary Eales's Receipts.
De acordo com a coleção de cartões da cidade de Washington Magalhães, a produção de picolé no Brasil teria sido iniciada em Cataguases, Minas Gerais, no final do século XIX.
Mas, outras histórias dizem que o sorvete começou a ser confeccionado no ano de 1934, na cidade do Rio de Janeiro, quando chegou, vindo de Boston, um navio com um carregamento de pêssego natural.

quinta-feira, julho 27, 2017

Das palavras

Das palavras
de algumas palavras
temos de conhecer mais
que seu significado,
temos de lhes sentir o tacto
o gosto, ouvir a voz,
temos de as provar
beber, comer, saborear
mastigar suavemente
e depois com ternura,
as engolir para que permaneçam
guardadas em nós.
Amor! O que é amor
se não for vivido!
Alice QueirozJardim de Afectos

quarta-feira, julho 26, 2017

O Quetzal Resplandecente


O Quetzal é uma ave com uma plumagem de bonitas cores, da família Trogonidae, que pode ser encontrada nas zonas tropicais da América Central, em particular na Costa Rica.
Apesar de o termo "quetzal" ser aplicado a todas as espécies do género Pharomachrus, é muitas vezes usado para designar uma única espécie, o quetzal-resplandecente, Pharomachrus mocinno.
Outros quetzais são: o Quetzal-de-crista; o Quetzal-de-cabeça-dourada; o Quetzal-de-pontas-brancas e o Quetzal-pavão.
Se quiser ficar a conhecer melhor estas aves não deixe de ver os vídeos abaixo.
Aqui fica o primeiro.
E agora o segundo.

Janelas Com Tabuínhas

No Beco de São Miguel (Mouraria), mesmo ao lado da Igreja de S. Miguel, encontramos este prédio que apresenta as famosas Janelas Com Tabuínhas (ou em adufa).
Sendo uma herança da presença islâmica em Portugal, as janelas de rótulas permitiam às moradoras observar a rua, ao mesmo tempo que conservavam o seu recato.
Ainda existem algumas em Lisboa e no resto do país (nomeadamente em Beja), herança que é urgente preservar.

Oiça a Casa da Mariquinhas (Vou dar de beber à dor) na voz da nossa grande Amália Rodrigues que fala destas casas com janelas que tinham tabuinhas.

Foi no domingo passado que passei
À casa onde vivia a Mariquinhas
Mas está tudo tão mudado
Que não vi em nenhum lado
As tais janelas que tinham tabuinhas
Do rés-do-chão ao telhado
Não vi nada, nada, nada
Que pudesse recordar-me a Mariquinhas
E há um vidro pregado e azulado
Onde havia as tabuinhas
Entrei e onde era a sala agora está
À secretária um sujeito que é lingrinhas
Mas não vi colchas com barra
Nem viola, nem guitarra
Nem espreitadelas furtivas das vizinhas
O tempo cravou a garra
Na alma daquela casa
Onde as vezes petiscávamos sardinhas
Quando em noites de guitarra e de farra
Estava alegre a Mariquinhas
As janelas tão garridas que ficavam
Com cortinados de chita às pintinhas
Perderam de todo a graça
Porque é hoje uma vidraça
Com cercadura de lata às voltinhas
E lá pra dentro quem passa
Hoje é pra ir aos penhores
Entregar ao usurário umas coisinhas
Pois chega a esta desgraça toda a graça
Da casa da Mariquinhas
Pra terem feito da casa o que fizeram
Melhor fora que a mandassem pras alminhas
Pois ser casa de penhores
O que foi viveiro d'amores
É ideia que não cabe cá nas minhas
Recordações do calor
E das saudades o gosto
Que eu vou procurar esquecer
Numas ginginhas
Pois dar de beber à dor é o melhor
Já dizia a Mariquinhas
Pois dar de beber à dor é o melhor
Já dizia a Mariquinhas
Compositor, Alberto Janes.