terça-feira, maio 28, 2024

Angélica

Ouça o cantor brasileiro Chico Buarque em Angélica - que é uma homenagem a Zuzu Angel.

Quem é essa mulher
Que canta sempre esse estribilho?

Só queria embalar meu filho
Que mora na escuridão do mar

Quem é essa mulher
Que canta sempre esse lamento?

Só queria lembrar o tormento
Que fez o meu filho suspirar

Quem é essa mulher
Que canta sempre o mesmo arranjo?

Só queria agasalhar meu anjo
E deixar seu corpo descansar

Quem é essa mulher
Que canta como dobra um sino?

Queria cantar por meu menino
Que ele já não pode mais cantar

Quem é essa mulher
Que canta sempre esse estribilho?

Só queria embalar meu filho
Que mora na escuridão do mar

segunda-feira, maio 27, 2024

Angola, 27 de maio de 1977: história, memória e silenciamentos

Angola, 27 de maio de 1977: história, memória e silenciamentos é uma Live transmitida a 21 julho 2022 pelo canal YouTube do projeto P-DEIAM, com moderação de Nuno Vidal. Aqui Leonardo Bahiense fala da sua investigação sobre o 27 de Maio em Angola
 
Leonardo Bahiense está a preparar um livro sobre as ações eliminacionistas sobre angolanos no 27 de Maio.

Leonardo Bahiense é brasileiro, doutorado em história e psicanalista em formação contínua. Tem trabalhos sobre a extrema direita, racismo e terrorismo. Atualmente, investiga o genocídio numa perspetiva transnacional, sobretudo as ações eliminacionistas sobre grupos africanos (angolanos, ruandeses, nama e herero). O seu trabalho recorre teoricamente às epistemologias do Sul e à psicanálise. Esta apresentação foca-se nas ações eliminacionistas (repressão e extermínio ) infligidas aos angolanos aprisionados nas cadeias e campos de Angola após o dia 27 de maio de 1977.
Lembrar Para Não Esquecer

Na Ponta do Pinda

Em setenta e seis
da Ponta do Pinda
atiraram homens ao mar.
Ninguem viu...
e os deuses, viram?

Em setenta e seis
atiraram da falésia abaixo
os homens para o mar.
Eram seis horas da tarde
se a hora for importante...

Em setenta e seis
os karkamanos
atiraram homens atados
de mãos e pés
da Ponta do Pinda abaixo
para o mar.

Perguntem as ondas da falésia
onde o mar bate no gres
 é lá que existem cazumbis
procurando ainda em vão
se libertarem das amarras
no fundo da falésia
da Ponta do Pinda.

Na Ponta do Pinda (Angola) em 76 atiraram homens ao mar... poema de Namibiano Ferreira

27 de Maio de 1977: 47 Anos de Memória

Lembrar para não esquecer: faz hoje 47 anos.

Em Angola o ano de 1977 foi vivido com muito sofrimento. Foi marcado por prisões arbitrárias, fuzilamentos coletivos, interrogatórios sob tortura, desaparecimentos, campos de concentração, delação, intimidação, medo e silêncio. 

A urgência da memória das vítimas, a recordação e a saudade do meu irmão, Rui Coelho, trazem-me aqui de novo.

Rui Coelho cobardemente assassinado, foi uma, das milhares de vítimas da tragédia do 27 de Maio em Angola.

Tinha 25 anos. Não conheceu o filho. 
Da sua execução não se sabem local, data ou circunstâncias.

Não teve direito a qualquer tipo de julgamento ou defesa.

Rui Coelho nem sequer estava em Angola por alturas do 27 de Maio de 1977. O seu assassinato aconteceu porquê? Para quê?

Será demasiado querer saber porque morreu, e como morreu, o meu irmão? 
Será possível que continuemos sem saber dos seus restos mortais
Será possível que continuemos sem puder fazer-lhe um funeral digno?

Rui Coelho e o 27 de maio de 1977, não podem cair no esquecimento. 
Lembrar, para não esquecer.

domingo, maio 26, 2024

Mães da Praça de Maio: 47 Anos de Memória e Resistência

"Mães da Praça de Maio" é uma entidade argentina de mulheres que viram os seus filhos assassinados ou desaparecidos durante a ditadura militar, que governou o país entre 1976 e 1983. 
No dia 30 de abril de 1977, sob o regime da ditadura militar na Argentina, 14 mulheres reuniram-se na Praça de Maio, em frente à sede do governo em Buenos Aires, para protestar pelos seus filhos desaparecidos, iniciando assim uma luta incansável por verdade, memória e justiça. 
Lidia Stella Mercedes Miy Uranga (1930), mais conhecida como Taty Almeida, é uma docente e activista argentina pelos direitos humanos que integra a ONG Madres de Plaza de Mayo.
Taty Almeida (com 94 anos), integrante e uma das fundadoras das Mães da Praça de Maio, conversou com a jornalista brasileira Marcia Carmo, para a TV 247.
Lembrar Para Não Esquecer. 
Não perca a oportunidade. Ora veja

sábado, maio 25, 2024

Henfil

Henfil é um filme (documentário) realizado por Angela Zoé que conta no elenco com Jaguar, Ziraldo e Lucas Mendes

Henrique de Souza Filho, mais conhecido como Henfil (1944 - 1988), foi um cartunista, jornalista e escritor brasileiro.

Henfil defendia o fim da ditadura militar pelo qual o Brasil passou. Nessa época, uma série de cartunes de Henfil que ficou bastante conhecida foi O Cemitério dos Mortos-Vivos, em que "enterrava" personalidades públicas que, na opinião do cartunista, eram favoráveis a ditadura.

Em 1965, recebeu o troféu Cid Rebelo Horta como melhor cartunista.
Em 1981, Henfil ganhou o Prémio Vladimir Herzog na categoria Artes pelo conjunto da sua obra no veículo: Revista IstoÉ.

Sinopse:
O documentário regista uma proposta curiosa feita a uma turma de jovens animadores: tentar trazer para a atualidade as obras do cartunista, jornalista e ativista brasileiro Henrique de Souza Filho, o Henfil. Além desse processo, o filme traz-nos depoimentos de amigos e revelações sobre como o artista hemofílico lidava com sua doença e utilizava os seus desenhos como instrumento de luta contra a censura política da sua época.

sexta-feira, maio 24, 2024

Três Irmãos de Sangue

Três Irmãos de Sangue é um filme brasileiro de 2006 (documentário), realizado por Ângela Patrícia Reiniger.

O filme mostra a vida de Betinho, Henfil e Chico Mário e como as suas ações se misturam com a história política, social e cultural do Brasil na segunda metade do século XX.
Os irmãos destacaram-se na luta em defesa dos direitos humanos e da justiça social.
Betinho, cientista social, exilado político, fundador da Campanha Contra a Fome e a Miséria e Pela Vida, tendo sido indicado em 1994 para o Prémio Nobel da Paz. Henfil, cartunista que lutou pelo regresso dos exilados durante a ditadura militar e que criou a expressão Diretas Já, como forma de exigir a volta da democracia ao Brasil e Chico Mário que foi um músico pioneiro na criação de música independente e compositor de canções contra a tortura.

Sinopse:
"Três Irmãos de Sangue"
retrata a vida dos irmãos Betinho, Henfil e Chico Mário, brasileiros que fizeram da solidariedade a sua grande arma na luta pela vida e que ajudaram a tornar o Brasil um país mais justo e solidário. Três Irmãos de Sangue (Completo) Um filme que mostra um pouco do que foi a vida desses três irmãos revolucionários que o Brasil teve a honra de conhecer: Betinho, Chico Mário e Henfil.
Agora assista ao trailer.

quinta-feira, maio 23, 2024

Zuzu Angel

"Zuzul Angel"  é um  filme (2006) do realizador Sergio Rezende.

Filme que conta com um grande elenco (Patrícia Pillar, Daniel Oliveira, Leandra Leal, Othon Bastos, Antônio Pitanga, Ângela Vieira, Alexandre Borges, Elke Maravilha, Paulo Betti, Nelson Dantas, Luana Piovani e muitos mais).

Nos anos negros da ditadura brasileira, Zuzu Angel era uma estilista de sucesso que conquistava o mundo com o seu talento, até que seu filho Stuart desapareceu. O filme é baseado na vida da estilista brasileira e mãe do militante político Stuart Angel Jones que foi torturado e assinado pela ditadura militar. 
Filme premiado e comovente. Uma história de amor e de luta que realmente existiu.

Sinopse:
Na esperança de encontrar seu filho Stuart Angel Jones (Daniel Oliveira), preso pela ditadura militar brasileira, a estilista Zuzu Angel (Patrícia Pillar) passa a perceber que precisará de esforços muito grandes para enfrentar os militares que se apossaram do poder. Vindo a notícia da morte de seu filho, Zuzu Angel passa a valer-se de seu talento, fama e reputação para militar aberta e destemidamente contra a ditadura civil-militar brasileira. 

Veja agora o Trailer.

E agora veja o filme.

quarta-feira, maio 22, 2024

Sete Anos em Maio

Sete Anos em Maio (2019) é uma curta/média-metragem realizada por Affonso Uchoa.

Neste filme o jovem negro Rafael dos Santos Rocha conta a sua história acidentada de ex-detido perseguido e torturado pela polícia. A sua longa narração, à noite, num descampado semi-iluminado, é uma das coisas mais pungentes que o cinema mostrou nos últimos tempos. O que há de real e de ficção nesta narrativa ficará sempre em aberto.

Sinopse:
Uma noite, há sete anos atrás, Rafael chegou a casa depois do trabalho e descobriu que pessoas que ele não conhecia o procuravam. O rapaz fugiu imediatamente, sem olhar para trás. A partir daquele momento, a sua vida mudou, como se aquela noite nunca tivesse terminado. Um dia, ao redor de um incêndio improvisado perto de uma fábrica, ele decide confidenciar a sua jornada a um estranho que teve uma experiência semelhante, também marcada por violência, vícios e miséria. O relato íntimo de Rafael encontra o testemunho coletivo de uma nação inteira oprimida pela pobreza, repressão policial e corrupção institucional.