quinta-feira, janeiro 17, 2019

20 Ideias Criativas

Veja em baixo 20 ideias criativas para decorar as suas paredes.

Este vídeo mostra-lhe alguns truques e técnicas que os profissionais de pintura usam para ficar com uma sala perfeitamente decorada.


 Aqui terá ideias sobre como pintar rapidamente, obter ótimos resultados e facilitar a limpeza.


 A pintura é uma das maneiras menos caras de transformar qualquer ambiente.

 Inove na decoração das suas paredes sem gastar muito.

Que tal aproveitar algumas destas ideias?


Então pegue no rolo e mãos à obra!

quarta-feira, janeiro 16, 2019

O Nome Dela É Jennifer

Oiça o cantor brasileiro Gabriel Diniz em O Nome Dela É Jennifer, uma canção que está a dar que falar naquele país.

Mas ela veio me xingando, enchendo o saco e perguntando
Quem é essa perua aí?
Mas peraí! Mas peraí!
Você não paga as minhas contas
Já não é da sua conta o que é que eu tô fazendo aqui
Mas mesmo assim vou te explicar...
O nome dela é Jenifer
Eu encontrei ela no Tinder
Não é minha namorada
Mas poderia ser
O nome dela é Jenifer
Eu encontrei ela no Tinder
Mas ela faz umas paradas
Que eu não faço com você
Mas ela veio me xingando, enchendo o saco e perguntando
Quem é essa perua aí?
Mas peraí! Mas peraí!
Você não paga as minhas contas
Já não é da sua conta o que é que eu tô fazendo aqui
Mas mesmo assim vou te explicar...
O nome dela é Jenifer
Eu encontrei ela no Tinder
Não é minha namorada
Mas poderia ser
O nome dela é Jenifer
Eu encontrei ela no Tinder
Mas ela faz umas paradas
Que eu não faço com você
O nome dela é Jeni-Jeni-Jeni
Encontrei ela no Tinder (uhh)
Não é minha namorada
Mas poderia ser
O nome dela é Jenifer
Eu encontrei ela no Tinder
Mas ela faz umas paradas
Que eu não faço com você
O nome dela é Je-ni-fer

terça-feira, janeiro 15, 2019

São Paulo, Prisão de Luanda

São Paulo, Prisão de Luanda é o mais recente livro do lobitanga e amigo Carlos Taveira ou Piri (como era conhecido no Lobito).

Este novo livro, que vai ser lançado no dia 17/01 às 18 h e 30 m, no Corte Inglês, em Lisboa, detalha os horrores e o dia a dia na prisão de São Paulo de Luanda antes e depois do 27 de Maio de 1977.

Quando o "autocarro do amor" chegava à prisão de São Paulo de Luanda os presos sentiam o terror e o medo de que eles poderiam ser os próximos a serem levados para a morte num local desconhecido.

Fixado no Canadá, Carlos Taveira, escreve em português e francês e já publicou:

• Mateus da Costa e os Trilhos de Megumaagee (2006) na Texto Editores; La Traversée des Mondes (2011) , Les Editions L'Interligne, Otava; Mots et Marées (2014), Les Editions L'Interligne, Otava; Mots et Marées , tome 2 (2015), Les Editions L'Interligne, Otava; De la Racine des Orages (2014), Les Editions L'Interligne, Otava (poesia).

Sinopse:

Este é um livro sobre o dia a dia na prisão mais aterradora criada pela ditadura do MPLA, de índole marxista. Ali morreram muitos angolanos.

Em finais de 1976, a cadeia de São Paulo, em Luanda, estava nas mãos da DISA, a polícia política do regime angolano sob a presidência de Agostinho Neto, quando Carlos Taveira, acusado de pertencer à Organização Comunista de Angola (OCA), foi preso sem direito a defesa ou a julgamento, como tantos outros, por tempo indeterminado.

Foi em São Paulo que o autor viveu o golpe de Estado de 27 de Maio de 1977, o grande tabu da história de Angola, que culminou nas execuções de Nito Alves, José Van Dúnem, Sita Valles e milhares de supostos apoiantes.

Um livro escrito sem ressentimento, com um invulgar e muito inteligente sentido de humor, mesmo quando o pano de fundo é trágico.

segunda-feira, janeiro 14, 2019

O Mediterrâneo à Beira do Colapso

O Mediterrâneo à Beira do Colapso é um documentário que conselho vivamente que veja no vídeo abaixo. Se não viu este documentário na Televisão, não perca esta oportunidade.
O mar Mediterrâneo está prestes a atingir uma situação de esgotamento, provocada por um desenvolvimento económico sem paralelo nesta zona costeira, ameaçando ecossistemas que já estão degradados e espécies ameaçadas de extinção, advertiu a organização ambiental World Wide Fund (WWF).
O berço da civilização europeia está à beira do colapso total. Se nada for feito, o Mediterrâneo pode em breve tornar-se um mar morto.
Em cada verão, o Mediterrâneo regista 300 milhões de visitantes, o que representa um terço dos turistas do mundo em apenas 1% das águas do nosso planeta. Segundo os especialistas em 2030 o número de visitantes atingirá os 500 milhões.
A pressão demográfica, a poluição e a sedimentação  são algumas causas para se chegar a esta situação ...
Conseguirá o Mediterrâneo continuar a enfrentar tais ameaças?
De França, à Itália, à Grécia, ao Montenegro, à Tunísia e ao Líbano esta investigação de Alexis Marant e Anthony Orliange revela um mar sob alta pressão.

domingo, janeiro 13, 2019

Amanheceu, Peguei a Viola

Oiça o cantor brasileiro Renato Teixeira em Amanheceu, Peguei a Viola.

 Amanheceu, peguei a viola botei na sacola e fui viajar
Sou cantador e tudo nesse mundo, vale pra que eu cante
e possa praticar.
A minha arte sapateia as cordas
E esse povo gosta de me ouvir cantar.
Amanheceu, peguei a viola botei na sacola e fui
viajar

Ao meio-dia eu tava em Mato Grosso, do sul ou do
norte, não sei explicar.
Só sei dizer que foi de tardezinha,
Eu já tava cantando em Belém do Pará.
Amanheceu, peguei a viola botei na sacola e fui
viajar
Em Porto Alegre um tal de coronel, pediu que eu
musicasse um verso que ele fez.
Para uma china, que pela poesia,
Nem lá em Pequim se vê tanta altivez.

Amanheceu, peguei a viola botei na sacola e fui
viajar
Parei em minas pra trocar as cordas, e segui direto
para o Ceará.
E no caminho fui pensando, é lindo,
Essa grande aventura de poder cantar.

Amanheceu, peguei a viola botei na sacola e fui
viajar
Chegou a noite e me pegou cantando, num bailão, no
norte lá do Paraná.
Daí pra frente ninguém mais se espanta,
E o resto da noitada eu não posso contar.

Anoiteceu, e eu voltei pra casa,
Que o dia foi longo e o sol quer descansar.
Composição: Renato Teixeira

sábado, janeiro 12, 2019

Como Embalar Presentes?





Veja no vídeo abaixo diferentes formas de embalar presentes.
As festas de Natal e de Final de Ano chegaram ao fim mas, às vezes, queremos inovar e fazer um embrulho diferente ou até melhorar a forma de fazer esse tipo de tarefas. Mas como?
O vídeo abaixo vai dar-lhe ótimas ideias de decoração para os seus presentes!
Vale a pena tentar!

sexta-feira, janeiro 11, 2019

Soneto ao Inverno

 
Inverno, doce inverno das manhãs
Translúcidas, tardias e distantes
Propício ao sentimento das irmãs
E ao mistério da carne das amantes:

Quem és, que transfiguras as maçãs
Em iluminações dessemelhantes
E enlouqueces as rosas temporãs
Rosa-dos-ventos, rosa dos instantes?

Por que ruflaste as tremulantes asas
Alma do céu? o amor das coisas várias
Fez-te migrar - inverno sobre casas!

Anjo tutelar das luminárias
Preservador de santas e de estrelas...
Que importa a noite lúgubre escondê-las?
Vinicius de Moraes