segunda-feira, julho 11, 2016

Do Minho até Timor: Festejos Globais

Xanana Gusmão - Díli
(Timor Leste)
Díli - Timor - Leste
A celebração da vitória portuguesa no Campeonato Europeu de Futebol foi global.
Os portugueses e a lusofonia estão eufóricos e em festa.


Na Ásia e Oceania os festejos começaram ao nascer do sol.
De Timor, a Macau, passando por Malaca, Indonésia, Índia e Sri Lanka, as comunidades lusófonas e seus descendentes comemoraram com animação.


O mesmo se passou na África (África do SulAngola, Cabo Verde, Moçambique, S. Tomé e Principe e Guiné Bissau).
Não nos podemos esquecer que Éder tem as suas origens na Guiné Bissau e a população deste país lusófono e a sua avó Ricardina, comemoraram o golo da vitória em Bissau.



Os portugueses e as comunidades de luso-descendentes na América do Norte (E.U.A. e Canadá) e na América do Sul (Venezuela, Brasil, etc) exultaram com a vitória portuguesa.

Já agora a seleção contou com um apoio ilustre… Robert Sherman, o embaixador dos Estados Unidos em Portugal, apoiou a nossa equipa e gravou um bem-humorado vídeo de apoio à seleção nacional que pode ver clicando aqui.

Mas, os emigrantes em França  (e nos restantes países da Europa) apoiaram sem desânimo a seleção e comemoraram de forma efusiva pela noite fora, a sua vitória.





Já o nosso país (de Norte a Sul) não parou ainda de festejar. Foi pela noite fora e já hoje com a chegada dos jogadores.



Milhares de portugueses receberam os jogadores, no Marquês de Pombal, e na Alameda Afonso Henriques em Lisboa, ao som da música: A Minha Casinha.



E veja como Timor Leste celebrou a passagem de Portugal à Final do Euro 2016. Imagine agora, como foi a festa com a consagração de Portugal como campeão europeu.


A Minha Casinha transformou-se, assim, no hino da vitória da nossa seleção.
Oiça então aqui em baixo,  os Xutos e Pontapés em A Minha Casinha ( Rock In Rio 27/05/2010 Lisboa ).


1 comentário:

Léa Maria Paraense de Oliveira Serra disse...

Parabéns a Portugal! Parabéns à equipe que bravamente conquistou a vitória!
Sinto-me feliz por fazer parte dos muito mais que onze milhões, afinal não sou portuguesa mas aprendi a gostar imensamente desse país maravilhoso.