domingo, setembro 20, 2015

Berlengas, Estelas e Farilhões

O arquipélago das Berlengas é um arquipélago português, composto por ilhas graníticas, situado no oceano Atlântico, a 5,7 milhas a oeste do cabo Carvoeiro. Dependem administrativamente da freguesia de São Pedro, em Peniche. Foi a primeira área protegida do país quando, em 1465, o rei D. Afonso V de Portugal proibiu a prática de caça na ilha principal das Berlengas (Berlenga Grande). A Reserva Natural das Berlengas é considerada Reserva Mundial da Biosfera da UNESCO desde 30 de Junho de 2011.
Fazem parte deste arquipélago três pequenas ilhas:
Berlenga Grande
Estelas
Farilhões - Forcadas.
A Ilha da Berlenga ou Berlenga Grande divide-se em duas partes, quase totalmente separadas por uma falha sísmica que a norte deu origem ao chamado Carreiro dos Cações e a sul ao Carreiro do Mosteiro. A parte maior da ilha, chama-se Berlenga e representa mais de 2/3 da superfície total da ilha; a parte menor chama-se Ilha Velha. Possui 78,8 hectares de superfície, aproximadamente 1,5km de comprimento, 0,8km de largura e uma altura máxima de 85 metros. Aqui encontra-se o Farol Duque de Bragança, o Forte de São João Baptista das Berlengas, a Praia do Carreiro do Mosteiro, restaurantes e parque de campismo.
De dezembro a março, a Ilha da Berlenga é apenas habitada pelos faroleiros e pelos vigilantes do ICNB (Instituto de Conservação da Natureza).
Se agora quiser ficar a connhecer melhor esta pequena parte do território português, veja com atenção a excelente apresentação que se segue.

Sem comentários: